Leopoldina inicia atividades do Parlamento Jovem 2019

Assessoria | Cidade - 07/03/2019 - 21:18 | Atualizado: 08/03/2019 - 12:22

Em 2019, o PJ envolverá estudantes do ensino médio na discussão do enfrentamento ao preconceito.


Em Leopoldina, doze escolas foram convidadas e o lançamento do programa está confirmado para o dia 15 de março.

Em Leopoldina, doze escolas foram convidadas e o lançamento do programa está confirmado para o dia 15 de março.

A Câmara Municipal de Leopoldina confirmou sua participação na 16ª edição do Parlamento Jovem de Minas (PJ Minas) com a assinatura do Termo de Adesão, através do presidente Waldair Barbosa Costa. Em seguida, os coordenadores municipais, Arnaldo Spindola e Camila Andrade, estiveram em Matias Barbosa participando de um encontro com os coordenadores do Polo Zona da Mata I. Na oportunidade, foram discutidos ajustes do cronograma e do regulamento do Polo.

Na semana que antecedeu o carnaval, os coordenadores municipais estiveram visitando as escolas do município, entregaram um convite para participarem do programa e conversaram com os diretores sobre os objetivos do PJ. Foram convidadas doze escolas de ensino médio: E.E. Luiz Salgado Lima, E.E. Omar Resende Peres, E.E. Professor Botelho Reis (foto), E.E. Emílio Ramos Pinto, E.E. Marco Aurélio Monteiro de Barros, E.E. Sebastião Silva Coutinho, E.E. Sebastião Medeiros, CEFET, Colégio Imaculada Conceição, Colégio Equipe Cidade Leopoldina, Colégio Novo Horizonte Apogeu e Escola Estadual Eneas França.


Segundo prevê o cronograma de atividades, a solenidade de lançamento do Parlamento Jovem ocorrerá no dia 15 de março e a primeira oficina com a presença dos alunos está marcada para o dia 21 de março. Também está prevista uma reunião com os monitores de cada escola participante para discutir a dinâmica das atividades.  

Neste ano, o Parlamento Jovem de Minas, programa de formação política de estudantes do ensino médio, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, terá como tema a discriminação étnico-racial e três subtemas que serão discutidos nas oficinas temáticas: 1 – Desigualdades socioeconômicas; 2 – Violências por motivo étnico-racial; 3 – Direitos às identidades e à diversidade cultural.

Fonte: Câmara Municipal de Leopoldina, com Arnaldo Spíndola




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS