Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Falta de iluminação pública no Bairro Fortaleza preocupa moradores

O VIGILANTE ONLINE | Denúncias - 13/03/2019 - 10:50 | Atualizado: 14/03/2019 - 19:28

Apesar de pagarem a Taxa de Iluminação Pública, moradores da Rua Guaraci Moura de Mendonça informam que os postes não possuem sequer o braço para colocação das lâmpadas.



Moradores da Rua Guaraci Moura de Mendonça, no Bairro Fortaleza em Leopoldina, reclamam da falta de iluminação no local, onde residem mais de 10 famílias. Eles pagam a taxa de iluminação pública, cobrada na conta de energia elétrica, mas reclamam que os postes daquela área não possuem os braços para iluminação. Nesta segunda-feira, 11 de março, dezenas de pessoas daquela comunidade se reuniram para relatar a situação à Reportagem do Jornal O Vigilante Online. 


Segundo os moradores, a escuridão naquela via estaria contribuindo para o aumento do número de furtos nas residências do bairro, o que vem sendo observado desde os últimos meses de 2018.

Além da ausência de iluminação pública as reclamações incluem a falta de calçamento, mato alto, ausência de limpeza do córrego ao lado da rua e os riscos oferecidos por uma estreita ponte de madeira, feita pelos próprios moradores para servir de ligação da Rua Guaraci Moura de Mendonça com o acostamento da rodovia, que é utilizada crianças – uma delas com necessidades especiais, e idosos, para chegarem até o ponto de ônibus, de onde seguem para a escola e o trabalho, por exemplo. 




 

Também mencionaram os moradores que o caminhão de lixo passa pela comunidade somente uma vez por semana. “O caminhão só passa por aqui na quarta-feira e só temos duas lixeiras no bairro”, esclareceu uma senhora. 

Indignados pelo abandono em que se encontra aquela rua, a comunidade aguarda que seja colocada a iluminação em pelo menos quatro postes. “Isso já melhoraria a situação dos moradores”, comentou um morador, que assim como os demais preferiu não se identificar. Sobre a falta de limpeza no bairro uma jovem afirmou: “Parece que é um pedaço de Leopoldina que está esquecida.” Um senhor de 72 anos, que reside no local há dois anos, informou que já teve sua casa invadida por volta da meia-noite, ocasião na qual tentaram levar sua bicicleta. 

Uma moradora colocou uma lâmpada nas proximidades do seu muro, para clarear um pouco o lugar. 

A Redação entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Leopoldina e com a Energisa para que se manifestassem sobre a situação. 

Em resposta ao Jornal O Vigilante Online a Energisa, através de sua Gerência de Comunicação e Marketing, informou que “A instalação de novos pontos de iluminação pública ou extensão de rede são de responsabilidade da Prefeitura Municipal, bem como o custo e a execução das obras. Sendo assim, as solicitações devem ser encaminhadas à Prefeitura Municipal.” Sobre a Contribuição de Iluminação Pública, a Energisa somente arrecada os valores, que são repassados integralmente e mensalmente ao município.

Até o fechamento desta matéria a Prefeitura de Leopoldina não havia encaminhado resposta ao jornal.

Fonte: Jornal O Vigilante




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS