Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Coluna da Nutricionista Flávia Matos Guerra | Você se alimenta bem?

Por Flávia Matos Guerra | Artigo - 05/05/2019 - 09:50 | Atualizado: 09/06/2019 - 17:00

 Flávia Matos Guerra*
Você se alimenta bem?


Acredito que mais da metade das pessoas que irão ler esse artigo vão dizer que não.

Hoje a má alimentação é grande responsável por muitas doenças que envolvem estilo de vida como câncer, doenças cardiovasculares, esteatose hepática (gordura no fígado) entre outras. 

Da mesma forma a alimentação saudável pode melhorar a qualidade de vida das pessoas acometidas e até curar alguns desses males. 

Vivemos uma era onde nunca se falou tanto de comida e nunca se comeu tão errado e nunca ficamos tão doentes por causa de comida. Informação? Existe para todo lado, principalmente da internet, mas se for peneirar o que é realmente verdade, sobra pouca coisa...

Antigamente o gordo era conhecido por comer demais e era exceção, às vezes até ponto de referência! Hoje o gordo não necessariamente come muito, mas come errado e mais da metade da população (incluindo crianças) já está acima do peso.

Para dar autonomia ao brasileiro a fazer melhores escolhas o Ministério da Saúde lançou em 2014 o Guia Alimentar para a População Brasileira que é leitura obrigatória para quem quer ter informação de qualidade sobre alimentação. Clique aqui para acessar.

O guia considera o fato de que alimentação é muito mais que a ingestão de nutrientes e que uma alimentação adequada e saudável deriva de sistema alimentar social e ambientalmente sustentável.

Também divide os alimentos em 4 categorias:

• In natura ou minimamente processados: in natura são obtidos diretamente de plantas ou de animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza. Ex.: carnes, legumes, frutas, verduras, tubérculos. Minimamente processados são alimentos in natura que foram submetidos a processos de limpeza e remoção de partes não comestíveis. Ex.: arroz e feijão.

• Óleos, gorduras, sal e açúcar: devem ser utilizados nas preparações com moderação.

• Processados: são fabricados pela indústria com a adição de sal ou açúcar ou outra substância de uso culinário a alimentos in natura para torná-los duráveis e mais agradáveis ao paladar. Ex.: conservas, extrato de tomate, frutas em calda.

• Ultraprocessados: são formulações industriais feitas inteiramente ou majoritariamente de substâncias extraídas de alimentos, derivadas de constituintes de alimentos ou sintetizadas em laboratório com base em matérias orgânicas como petróleo e carvão. Ex.: biscoitos, sorvetes, balas e guloseimas em geral, refrigerantes, embutidos, comidas instantâneas... A lista do que não é comida de verdade é extensa.


Em resumo este guia recomenda que se evitem os alimentos ultraprocessados por serem nutricionalmente desbalanceados e que a base da alimentação seja de preparações culinárias com alimentos in natura ou minimamente processados. Ou seja, comida de verdade.



E então, agora que já conhece um pouco sobre o guia alimentar, voltemos à pergunta do título: Você se alimenta bem?
*Flávia Guerra - Nutricionista e Coach de Emagrecimento Consciente
Instagram: @flaviaguerranutri
Facebook: /flaviaguerranutri

Leia também:
► Nutricionista Flávia Matos Guerra inicia atendimento em consultório próprio em Leopoldina





Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS