Vereador José Augusto Cabral apresenta alternativa sustentável para destinação de entulhos em Leopoldina

Assessoria | Cidade - 19/05/2019 - 09:30 | Atualizado: 25/05/2019 - 18:26

Indicação aponta a reciclagem de entulhos como alternativa sustentável na conservação de estradas rurais.


Arquivo/O Vigilante Online  


A manutenção das estradas rurais é alvo constante de questionamentos e reclamações. Por diversas vezes, esse tema foi discutido durante as reuniões ordinárias do Legislativo. O vereador José Augusto Cabral, vice-presidente da Câmara Municipal de Leopoldina, retomou as discussões sobre esse assunto ao apresentar uma indicação para uma possível solução para o problema. A indicação nº 160/2019 sugeriu que o município de Leopoldina passe a adotar a utilização de resíduos de construção e de demolição (RCD), após passarem pelo beneficiamento da reciclagem, na pavimentação de estradas rurais.

Ao justificar sua proposição, José Augusto Cabral (foto) citou que pesquisas sobre o tema apontam essa medida como uma solução inovadora, que emprega materiais reciclados nas diferentes camadas do pavimento. O procedimento utiliza agregado reciclado de RCD nas camadas de sub-base e base, e revestimento asfáltico com asfalto-borracha, sendo a borracha moída derivada da reciclagem de pneus inservíveis de veículos.

O parlamentar salientou que tal medida é um importante passo na direção do desenvolvimento sustentável, pois provocará conscientização da população a respeito dos problemas ambientais enfrentados na atualidade, apresentando-se como uma alternativa para as administrações das cidades enfrentar o desafio da destinação do grande volume de resíduos gerados a partir de demolições e construções.

Ele destacou que a iniciativa visa reduzir gastos públicos com aterros e com materiais de construção para pavimentos, proporcionando um aumento da vida útil dos aterros em funcionamento, alem de inibir a descarga clandestina desse material ao longo das vias públicas, melhorando o aspecto visual das cidades e inibindo gastos adicionais para remoção desse resíduo.


   



José Augusto respaldou sua indicação em experiências exitosas de cidades de Minas Gerais e de São Paulo, que já realizam estudos ou serviços a partir da utilização do RCD e que podem servir como referência para eventuais avaliações em Leopoldina.

Arquivo/O Vigilante Online


Durante a reunião, o vereador também apresentou um requerimento versando sobre o mesmo tema e questionando o Poder Executivo sobre recolhimento e destinação dos resíduos de construção e demolição. O Requerimento nº 057/2019 solicitou informações sobre como se dá o recolhimento desse material, a destinação e a quantidade gerada no município.

No mesmo documento, José Augusto questionou se Leopoldina possui ecopontos – locais apropriados para a colocação dos resíduos para serem coletados e se a Administração Municipal tem conhecimento acerca da existência de locais que sirvam de descartes clandestinos de resíduos.

Também foram requeridas informações sobre os locais com maior índice de coleta desse tipo de resíduos, quantas toneladas deles foram retiradas nos últimos três anos, como a prefeitura controla o cadastro de caçambas, locações e correta destinação dos resíduos feita pelas empresas que executam o serviço de locação de caçambas estacionárias no município. Por fim, o vereador solicitou informações sobre a destinação dada pelo Poder Público aos entulhos coletados em descartes clandestinos e eventualmente em vias públicas.

Em seguida, a indicação nº 160/2019 recebeu assinaturas de apoio dos vereadores José Ferraz Rodrigues, Waldair Barbosa Costa, Antônio Carlos Martins Pimentel, Valdilúcio Malaquias, Jurandy Fófano Vieira e Sebastião Geraldo Valentim. A indicação e o requerimento foram aprovados por unanimidade.


Fonte: Câmara Municipal de Leopoldina - Arnaldo Spíndola




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS