Coluna do Professor Luiz Henrique L Vilas, PhD | SustentavelMente: Uma nova visão ambiental

Por Luiz Henrique Lopes Vilas | Artigo - 26/05/2019 - 16:00 | Atualizado: 03/06/2019 - 23:52

Recicla Lelê


Por Luiz Henrique Lopes Vilas*
Nos dias de hoje, a variedade de lixo que os lares brasileiros produzem é grande. Do ponto de vista da reciclagem, para cada tipo de lixo há uma destinação adequada. Antes de se pensar em separar o vidro do plástico e o papel do metal, existe uma separação mais básica entre o lixo seco (reciclável) e o lixo úmido(orgânico). 

Para boa parte da população, até essa separação é difícil de ser feita. No Sudeste, região mais populosa do país, nem metade dos municípios possuem coleta seletiva de lixo (recicláveis e orgânicos). Nas regiões Norte e Nordeste, esse número não chega aos 10%.

O resultado é visível por todo o território nacional: aterros inadequados e lixões a céu aberto e muito lixo espalhado pela cidade, fora das lixeiras que cada residência deveria ter. Você quer aprender a separar o lixo da sua casa para garantir que a coleta seja seletiva? Para abordar esse assunto já conversei com ambientalistas, poder público, empresas que geram altos volumes de resíduos e também conversei com vários catadores para entender qual a melhor forma de jogar os resíduos no lixo. Com apenas duas lixeiras e um pouquinho de atenção você pode evitar que um pedaço de plástico vá parar no meio ambiente. Com esses mesmos dois ingredientes você economiza recursos naturais e ainda garante mais geração e distribuição de renda.
 

Há muitos anos já falamos do tema meio ambiente sobre diversos aspectos que vão desde a reciclagem, compostagem, separação e coleta seletiva e aterro sanitário. Mas mesmo assim, muita gente ainda não sabe como fazer a separação dos resíduos. Parece absurdo, mas é na verdade falta de informação e adoção de uma rotina diária mais sustentável em harmonia com o meio ambiente. 

É por isso que precisamos fazer algo diferente pra você aprender agora de um jeito simples como descartar o seu lixo corretamente. 

É bem simples e é importante deixar claro que os diferentes tipos de resíduos não vão para o mesmo lugar e se forem descartados da forma correta eles não são misturados ou seja, vale a pena fazer a separação. É importante que qualquer residência separe seus materiais para reciclagem No Brasil, desde 2010 a Lei 12305/10 que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, determina que se o município disponibilizar o serviço de coleta seletiva, o consumidor, incluindo os comércios e empresas, tem a obrigação de participar. 

Para isso o primeiro passo é comprar ou improvisar duas lixeiras, uma para os resíduos orgânicos ou úmidos e outra para os secos. Restos de comida, cascas de fruta e de ovo são materiais orgânicos e não podem ser reciclados. Lixo de banheiro, como papel higiênico e fraldas, também deve ser incluído no grupo dos orgânicos. Já as embalagens de plástico e as caixinhas de suco, leite, lácteos devem ser direcionados para o lado dos recicláveis. Inclusive essas caixinhas a gente abre tanto em cima quanto no fundo, tira a tampa, amassa e assim vai diminuir o espaço que ela vai ocupar no lixo seco. 


O descarte do papel precisa de um pouco mais de atenção: a dica é se estiver sujo deve ir para o lixo orgânico (úmido). O papel, diferente do plástico, do metal e do vidro, quando ele está sujo não se consegue mais fazer reciclagem do papel. Papel engordurado ele pode ir diretamente para o orgânico.  Agora, se o material estiver limpo, ele pode se transformar em uma matéria prima reciclável. Feita a separação, agora é hora de ficar atento ao horário do caminhão da coleta de lixo e só coloque o lixo orgânico (úmido) acondicionado em um tambores apropriado. 


O resíduo reciclável você pode doar para algum catador. Ele vai te agradecer muito. Tenho certeza. 

Não adianta nada colocar pra fora de casa a sacola com o lixo orgânico e o reciclável ao mesmo tempo nos dias em que os serviços de limpeza urbana passa retirando o lixo, pois o gari não vai parar para conferir se está levando material reciclável junto. Procure saber quais os dias o caminhão de coleta de lixo passa na sua rua e adote a responsabilidade compartilhada para manter sua cidade limpa colocando o lixo, já separado, acondicionado em tambores apropriados. 

Siga a nossa página do Instituto Sustentavelmente no Facebook e no Instagram.

Tudo de bom e vamos reciclar nosso lixo! #ReciclaLelê
 
*Luiz Henrique Lopes Vilas, Ph.D
Ouro Verde Meio Ambiente e Negócios Sustentáveis

Leia também:
► Gestão Pública Sustentável







Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS