Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Hospital do Câncer de Muriaé realiza cirurgia pioneira no estado de Minas Gerais

Por Stefany Ribeiro | Região - 12/07/2019 - 14:45 | Atualizado: 12/07/2019 - 14:55

Foto: Fundação Cristiano Varella/Divulgação

Foto: Fundação Cristiano Varella/Divulgação

Na quarta-feira, 3 de julho, foi realizada no Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella, a primeira Linfadenectomia (retirada de linfonodos), com auxílio da técnica da Fluorescência.

De acordo com a Instituição. esta técnica consiste em determinadas estruturas ou substâncias existentes no corpo humano que, quando aliadas a uma substância química, chamada Indocianina Verde (um tipo de contraste, similar ao que se usa em exames de imagem), emitem um determinado brilho, ou seja, fluorescem, brilham.


Continua depois da publicidade



A imagiologia no infravermelho próximo (NIR) amplia o espectro do diagnóstico e serve para a avaliação da perfusão de órgãos e tecidos, a apresentação dos canais biliares, bem como para o apoio visual do diagnóstico de gânglios linfáticos. Os elementos essenciais deste procedimento diferente são as fontes de luz D-LIGHT, as óticas e o sistema de câmera HD especialmente adaptados. Em combinação com o sistema de câmera IMAGE1 S™, esses procedimentos de fluorescência oferecem ao médico auxílio adicional na tomada de decisão em opto-diagnósticos diários. 

No Hospital do Câncer de Muriaé, a cirurgia minimamente invasiva com a técnica da fluorescência, foi realizada pelos uro-oncologistas da FCV Doutor Daniel Carvalho Ribeiro e Doutor Abílio de Castro Almeida que com esta técnica obtiveram segurança intra-operatória, evitando quaisquer tipos de intercorrência.
Leia também:
Hospital do Câncer realiza captação múltipla de órgãos

Dentre as vantagens do uso da técnica estão ainda a diminuição da duração do procedimento, o menor volume de sangramentos e a redução dos riscos de complicações pós-operatórias, como necrose e infecções. Há, ainda, a recuperação mais rápida do paciente, que pode retornar à sua rotina em menos tempo do que o habitual.

Para o Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella, ser pioneiro no uso da técnica em todo o estado de Minas Gerais é motivo de muito orgulho, pois o maior complexo de tratamento oncológico zela pela segurança de seus pacientes e carrega como missão “combater o câncer valorizando a vida”.

Fonte: Fundação Cristiano Varella




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS