Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242


Centro Administrativo em Leopoldina é tema de TCC de leopoldinense ao concluir curso de Arquitetura e Urbanismo

O VIGILANTE ONLINE | Geral - 08/12/2019 - 18:36 | Atualizado: 09/12/2019 - 11:11





Glaucyo Leite durante apresentação de seu TCC em Muriaé.

Um Centro Administrativo para o município de Leopoldina é a proposta apresentada no dia 4 de dezembro pelo jovem leopoldinense Glaucyo Leite, de 29 anos, em seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Unifaminas Muriaé, onde acaba de concluir o curso de Arquitetura e Urbanismo.

Defendido por Glaucyo e aprovado, o TCC tem como conceito atender as necessidades dos cidadãos e servidores públicos, além de agrupar todos os serviços e a administração pública municipal em um só local, contando com infraestrutura propícia para cada função.  


Glaucyo Leite (foto) ingressou na Unifaminas Muriaé em 2015. Filho do casal José Nilton Oliveira Leite e Maria das Graças Silva Leite, ele reside no bairro Jardim Bela Vista, em Leopoldina. Ele revelou ao Jornal O Vigilante Online que a escolha do tema para seu Trabalho de Conclusão de Curso não foi apenas pelo apreço pessoal que tem pela cidade. “Por estar ciente dos problemas e potenciais de Leopoldina, na responsabilidade de estudante de arquitetura ser capaz de contribuir ou poder instigar uma busca por uma cidade melhor, trazendo melhores condições de atendimento e trabalho, com isso promovendo a expansão urbana do município, pois essa proposta, principalmente é acabar com as problemáticas da atual administração municipal, entre elas a descentralização dos órgãos públicos que hoje se encontram pulverizados pela cidade”, argumentou.


Continua depois da publicidade




A proposta também tem o objetivo de reeducar tanto a população quanto o poder público, a fim de constituir uma relação de confiança entre os dois lados. “Pelo que o país vem passando nos últimos anos com a política, acredito que o cidadão busque por visibilidade e transparência no serviço público. Com a arquitetura, podemos aproximar a população das atividades exercidas pelo Poder Executivo Municipal, fazendo com que o cidadão participe e tenha mais interesse na vida política da sua cidade. A intenção de uma edificação flexível e integrada é outro princípio buscado na proposta, com a criação de ambientes que possam acomodar diferentes setores municipais, independente do governo eleito. Integrar o edifício do interno para o externo, gerando acessos fáceis à população, assim estimulando a criação de um espaço público que expresse a importância que essa construção tem diante da sociedade, como também a atuação do cidadão nas decisões tomadas na cidade”, explicou Glaucyo.



Ainda segundo o formando em Arquitetura e Urbanismo, o Partido para este projeto é trazer um edifício totalmente inovador para a cidade de Leopoldina, com algumas propostas de diversas técnicas sustentáveis, fazendo uma edificação eficiente e econômica sem perder seus traços arquitetônicos, além do conforto que pode ser obtido com o aproveitamento das iluminações naturais. “Para aproveitarmos ainda melhor de uma maneira eficiente, utilizamos janelas maxim-ar na fachada sudeste (principal) onde se tem o vento predominante noroeste, tendo assim uma eficiência maior de ventilação desse lado da edificação. Glaucyo também esclareceu que foi inserida na parte central da edificação uma claraboia descoberta com 18,90 x 84,10m, trazendo iluminação natural do térreo ao 2º pavimento, fazendo também o efeito chaminé. Para equilíbrio e conforto luminotécnico, na fachada posterior noroeste foi utilizado brise em concreto com pintura texturizada na cor de madeira e no térreo foi utilizado pergolado em madeira e aço. As divisórias internas são de Drywall com vidro jateado assim aproveitando da luz natural.

Indagado pela Reportagem se ficou satisfeito com o resultado do projeto, Glaucyo respondeu afirmativamente. “Sim, esse projeto superou minhas expectativas. Estou muito satisfeito com o resultado e feliz com a excelente aceitação das pessoas”, justificou, destacando que o projeto tem como local ao lado do Bahamas, na área conhecida como Várzea, na entrada da cidade (foto abaixo). 

Arquivo/O Vigilante Online

Fonte: Jornal O Vigilante Online



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2020 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS