Trânsito de caminhões gera transtorno para moradores de Tebas


Leitores reclamam de trepidações, desnivelamento dos paralelepípedos e sujeira causada pelos veículos de carga.

O trânsito dos caminhões que fazem o transporte de cavacos de madeira está incomodando os moradores da rua Capitão José Tomé, em Tebas, distrito de Leopoldina. De acordo com moradores daquele local, o trecho é utilizado por veículos pesados à serviço de uma Cerâmica, e o mesmo chega a passar pela via cerca de 3 a 4 vezes por dia.  Uma leitora do jornal O VIGILANTE ONLINE relata que a provável sobrecarga dos veículos vem causando desnivelamento dos paralelepípedos, além de sujar as ruas com os cavacos de eucalipto que os caminhões transportam diariamente. Segundo a moradora, galhos de árvores são arrancados e ficam pelo chão após a passagem do veículo carregado. "Aqui em TEBAS já temos e crônico problema que a prefeitura não varre as ruas e ainda vem esse caminhão sujando mais, assim fica difícil. Eles não usam uma lona adequada e fica caindo resíduos pelas ruas, além de muitas vezes passar e cortar galhos de árvores", relatou.   Em contato com a Redação, um representante da empresa  informou que irá apurar a reclamação relatada na matéria. 



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS