Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Moradores reclamam da qualidade da água em Argirita

| Denúncias - 10/01/2018 - 07:39 | Atualizado: 10/01/2018 - 07:54

No Bairro do Cruzeiro a água apresenta cor de ferrugem. Situação foi registrada em vídeo.



Moradores de Argirita reclamam da água que tem chegado às casas do bairro do Cruzeiro há alguns dias. A coloração amarelada é a principal queixa da população, que registrou a situação em vídeo. Segundo os moradores, a água amarelada mancha roupas, não é boa para consumo, além do forte odor de produtos químicos.  

Uma leitora de O Vigilante Online conta que além dos transtornos, há o desperdício de água. “São litros e litros desperdiçados e eu que tenho que pagar a conta por esse desperdício, na tentativa de escoar a água suja na espera da limpa”. A moradora afirma ainda que tem receio de contrair alguma doença com a água fornecida. “Dá medo de consumir esta água para beber ou fazer alimentação, a maioria dos meus vizinhos usa água mineral para o consumo”, afirmou.



“Convivemos com esse problema há anos, mas de um ano pra cá ele tem se agravado. Sempre uma desculpa, que uma peça quebrou, choveu e a água ficou muito suja e o produto não deu jeito, e outras desculpas mais. Tem dias que a água chega à nossa torneira igual barro, sábado mesmo foi assim”, contou outra moradora. 

O vereador Rodrigo e sua esposa Rose, moradores do bairro, relatam que é impossível consumir a água devido a sua coloração, mas que mesmo assim levaram uma amostra até um laboratório em Leopoldina, para a emissão de um laudo técnico.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Argirita em busca de esclarecimentos a respeito das reclamações dos moradores. Informados que o Prefeito Carlos Aurélio Carminate Almeida não se pronunciaria sobre o assunto, recebemos a sugestão de procurar o servidor Sebastião Valeriano, responsável pelo setor. 

Gentilmente atendidos por Valeriano, este explicou que trabalha para colocar água na rede de abastecimento, fazendo a manutenção tanto na rede, quanto nas bombas, resolvendo problemas de entupimento, dentre outros. Sebastião Valeriano comentou que a água de Argirita é própria para o consumo. “A cor da água quando chove muda de coloração, mas a nossa água é analisada”, declarou, nos indicando o nome do servidor público Eduardo para falar sobre o tema, o mesmo é quem responde pela água no município.

A estação responsável pelo abastecimento de água no Cruzeiro capta água de uma represa. De acordo com relatos, a água que vem da represa atende o bairro do Cruzeiro. Outra parte da cidade recebe água de uma mina. “A parte da cidade prejudicada, recebe  água da represa. O cheiro é de uma água de cloro, de um produto muito forte. A gente vai lavar as mãos, tomar banho, a gente sente que a água está colando”, reclamou a leitora.

Eduardo esclareceu que a água é coletada mensalmente e enviada para análise na Regional de Saúde de Leopoldina. Segundo ele, a água é considerada dentro dos padrões. “Nunca houve problema com a qualidade da água em Argirita”, assegurou. 

O Vigilante Online foi informado que um equipamento utilizado no controle da qualidade da água em Argirita passa por manutenção em São Paulo. A Redação também apurou que nas estações de tratamento do Rosário e do Cruzeiro, uma recente análise microbiológica mostra ausência para coliformes totais e escherichia coli.

Fonte: O VIGILANTE ONLINE - Da Redação




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS