Buracos e falta de manutenção geram reclamações em trecho da BR-267 entre Leopoldina e Argirita 

José Augusto Cabral | Ronda Vigilante - 02/02/2018 - 17:26 | Atualizado: 02/02/2018 - 17:55

No Belvedere da Serra da Vileta, leitor registrou água parada e abandono.





Motoristas que trafegam pela rodovia BR-267, trecho entre o distrito de Tebas, em Leopoldina, e o município de Argirita enfrentam o perigo causado pelos buracos. Por toda a extensão da pista, há desníveis, que pioram com a chuva. Os condutores também reclamam da falta de acostamento.

O leitor André dos Santos Oliveira conta que a situação no local é revoltante para a população que precisa passar pelo trecho. “Está muito complicado transitar pelo local. O trevo de acesso ao distrito de Tebas está novamente cheio de buracos. Os ònibus que seguem de Juiz de Fora e precisam entrar no trevo correm um grande risco já que além do local possuir buracos fica próximo a uma curva”, lamenta o leitor.

O morador de Tebas, Ronildo Aguiar, registrou diversos buracos existentes no trecho que liga o distrito a Argirita. Segundo ele, além da rodovia não possuir acostamento, os motoristas precisam desviar dos buracos para não estourar os pneus de seus veículos. Os condutores que não estão habituados a passar pelo local, têm que tomar ainda mais cuidado. “Fica complicado, porque à vezes vai desviar do buraco e acaba provocando um acidente. Às vezes é melhor passar dentro de um buraco”, ressaltou Ronildo.



Belvedere na Serra da Vileta encontra-se abandonado

O leitor e vereador do município de Argirita, Rodrigo da Silva Alves, registrou o abandono e acúmulo de água parada no Belvedere da Serra da Vileta, localizado no Km 755 da BR-116, em Leopoldina. De acordo com as fotos enviadas pelo leitor, além da água parada que propicia a trasmissão da dengue, febre amarela, o vírus zika e a chikungunya, muito mato e lixo podem ser encontrados no local. 



A Reportagem aguarda retorno do DNIT em Belo Horizonte após solicitação de informações a respeito dos assuntos tratados nesta matéria.
 




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS