Enchente afeta mais de mil pessoas em Eugenópolis

Autoridades locais trabalham incessantemente para amparar famílias atingidas pelas águas.


 Eugenópolis se refaz da enchente com apoio da população local e municípios vizinhos.

Cerca de mil moradores do município de Eugenópolis foram afetados pela enchente da última sexta-feira (9), que já está sendo considerada uma das piores da história da cidade. Além de ruas e avenidas do Centro e bairros, o hospital e um asilo também foram invadidos pelas águas dos rios Gavião e Lambari, que transbordaram durante a madrugada.  

De acordo com as informações, já no começo da manhã da sexta-feira somaram esforços com a Prefeitura local a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e as prefeituras de Muriaé e Patrocínio do Muriaé. O abastecimento de água na cidade ficou comprometido, mas já está se normalizando graças também ao envio de caminhões pipas pela Prefeitura de Muriaé. Para dar mais segurança aos trabalhos de socorro às vítimas da enchente, nas primeiras horas após o alagamento a Energisa desligou a energia elétrica em várias ruas.  

De acordo com um morador de Eugenópolis, natural de Leopoldina, o nível da água estava diminuindo, mas o barro toma conta de muitos lugares. Franklin Machado relatou que a Prefeitura de Eugenópolis está trabalhando muito, retirando o barro, ajudando no que é possível neste momento. “Muitas pessoas perderam tudo”, comentou Franklin. 

Neste sábado (10) foi divulgado um vídeo, no qual o prefeito de Eugenópolis, Vasco Navarro R. Caldas, o vice-prefeito Maurício Milani e a Secretária Municipal de Assistência Social, Wilse Cabral Pereira Marzoque, esclareceram a população a respeito da situação no município após as fortes chuvas que caíram na região.

A Prefeitura de Eugenópolis informou que está tomando várias medidas para acionar os órgãos estaduais e federais, de modo a providenciar ajuda neste momento de calamidade, e também está trabalhando junto aos órgãos de Defesa Civil e Proteção Social para amenizar os impactos que as fortes chuvas causaram no município. 

Os distritos de Pinhotiba, Gavião e Queirozes, sofreram com barreiras e deslizamentos e ficaram isolados. A Prefeitura enviou máquinas para executarem a limpeza das estradas. 

Eugenópolis faz divisa com os municípios de Pedra Dourada, Vieiras, Muriaé, Antônio Prado de Minas, Tombos, Patrocínio do Muriaé e Itaperuna (RJ). O município, que possui uma população estimada em pouco mais de 10 mil habitantes, faz parte do polo de confecções de Muriaé, um circuito de moda que movimenta mais de 230 milhões/ano, destacando-se pela produção de roupas de dormir e infantil.

Segundo o Assessor de Gabinete da Prefeitura, Hudson Navega, que conversou com a reportagem do Jornal O Vigilante na manhã deste domingo (11), por volta das 19h00 de sábado o município registrou forte chuva. Ele informou que a Prefeitura de Eugenópolis forneceu quentinhas às famílias atingidas pelas águas, além de medicamentos em geral e transporte. “Felizmente não houve vítimas”, esclareceu Hudson, acrescentando que pessoas espontaneamente estão colaborando com doações para as pessoas que perderam tudo com a enchente. “A Secretaria Municipal de Educação de Eugenópolis, que fica na Rodoviária da cidade, está funcionando como base para receber as doações feitas voluntariamente”, explicou o Assessor, acrescentando que a Prefeitura Municipal agradece a toda população e aos municípios vizinhos pelo apoio que vem recebendo desde o início da inundação da cidade. 

A situação dá sinais de que se normalizará, mas não está descartada a possibilidade de que o Prefeito decrete Situação de Emergência ou Estado de Calamidade Pública no município.

Fonte: O VIGILANTE ONLINE/Júlio Cesar Martins


Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2017 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS