Órgãos ambientais avaliam danos após rompimento de mineroduto na Zona da Mata

Giro Vigilante - 13/03/2018 - 09:43:19 | Atualizado: 13/03/2018 - 10:13:17

Técnicos do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Semad) vistoriaram nesta segunda-feira (12) o local do rompimento da tubulação do mineroduto da Anglo American, em Santo Antônio do Grama, na Zona da Mata mineira. A captação e o abastecimento de água da cidade foram interrompidos.

A expectativa da Semad é que a pluma de contaminação atinja o curso d'água no município e o Rio Casca até às 22h00 desta segunda-feira (12).  A empresa informou que a mistura de minério de ferro com água não possui entre seus componentes substâncias químicas ou tóxicas.

De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), o corte de água foi feito antes da chegada da mancha de minério ao ponto de captação no ribeirão e que cerca de de 3 mil consumidores foram afetados. Ainda segundo a Copasa, a população vai ser abastecida com caminhões-pipa a partir da noite desta segunda-feira (12).

Por meio de nota, o  Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), disse que uma equipe do instituto foi enviada ao local para avaliar a  situação e somente após a vistoria o Instituto poderá avaliar as consequências ao meio ambiente e emitir eventuais sanções administrativas.

Situação do abastecimento em Santo Antônio do Grama 

A Copasa informa que a Anglo American, responsável pela mineroduto que se rompeu em Santo Antônio do Grama, está disponibilizando caminhões-pipa para atender aos moradores do município. Os caminhões serão abastecidos na Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio Casca e estarão disponíveis para abastecer à população no início da noite desta segunda-feira (12/03).

A Companhia esclarece ainda que esse abastecimento por caminhões-pipa é emergencial, por isso pede à população que adote um consumo consciente de água.

Fonte: O VIGILANTE ONLINE com informações do Hoje em Dia


Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2017 | Todos os direitos reservados
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS