MP registra cerca de 400 reclamações contra concurso para educadores em Minas

MG - 12/04/2018 - 08:19:19

As reclamações devem ser incorporadas ao Inquérito Civil, que investiga suposta irregularidade no edital do concurso.

As reclamações devem ser incorporadas ao Inquérito Civil, que investiga suposta irregularidade no edital do concurso.

A Ouvidoria do Ministério Público de Minas Gerais registrou, até a terça-feira (10), cerca de 400 reclamações contra o concurso para professor da Secretaria de Educação de MG. A provas foram aplicadas no último domingo (8). Entre as reclamações estão: provas começando em horários diferentes, candidatos com celular, provas faltando, provas xerocadas, envelopes que chegaram nas salas abertos.

De acordo com a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, essas reclamações ainda não foram repassadas pela Ouvidora. Mas elas devem ser incorporadas ao Inquérito Civil, instaurado no dia 16 de março para investigar suposta irregularidade no edital do concurso.

A Secretaria Estadual de Educação (SEE) informou que já acionou a  Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc), responsável pela realização do concurso, para apuração das denúncias e aguarda retorno. Já a Fumarc informou que os atrasos foram causados pela demora na entrega de listagens de candidatos, em quatro locais de prova em Belo Horizonte. Por isso o início das provas foi adiado em uma hora, tanto na parte da manhã quanto na parte da tarde. Já em relação às outras denúncias, a Fumarc não se pronunciou. Informou apenas que está apurando cada caso individualmente. 

Para o concurso, foram inscritas 178.489 pessoas, sendo 47.109 candidatos para o cargo de Especialista em Educação Básica e 131.380 para o cargo de Professor de Educação Básica (PEB).

Fonte: Jornal Hoje em Dia - Liziane Lopes


Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2017 | Todos os direitos reservados
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS