Após denúncia, Kombi de transporte escolar é apreendida por mau estado de conservação

Veículo pertence à frota da Prefeitura de Leopoldina.

Denúncias - 12/05/2018 - 10:10:06 | Atualizado: 17/05/2018 - 18:17:14

Na manhã da sexta-feira (11), a Redação do Jornal O Vigilante obteve imagens do interior de uma Kombi escolar da Prefeitura de Leopoldina, além de relatos de estudantes que utilizam esse tipo de transporte, alguns deles há mais de dez anos. 

De acordo com a denúncia, a porta do veículo caiu nesta sexta-feira, "e não é a primeira vez", comentou um estudante, revelando que "tem dia que viemos embora segurando a porta da Kombi". Outro detalhe narrado por uma jovem demonstra a situação de conservação do veículo: "A borracha de vedação da Kombi soltou, permitindo a entrada de muita poeira. Tem dia que a porta está com um aberto em baixo e entra muita poeira", afirmou, contando que por causa da poeira chegam na escola e em casa "amarelos". Desabafando, o aluno acrescentou: "Cada dia tem que ir com uma roupa diferente", denunciando que "a Kombi anda no asfalto com alunos e os cintos estão todos no chão, só tem cinto no banco do motorista e do carona."  

A partir desta denúncia, o repórter e vereador José Augusto Cabral, que é membro da Comissão de Viação e Obras Públicas da Câmara Municipal, acionou a Polícia Militar na tarde desta sexta, relatando a denúncia envolvendo uma Kombi escolar da Prefeitura de Leopoldina e os riscos que corriam os alunos daquele transporte público municipal. Segundo a denúncia, a Kombi, que atende a área rural do distrito de Tebas, não ofereceria as condições de segurança para os usuários, neste caso, crianças e jovens que se utilizam do transporte escolar para frequentarem escolas localizadas na cidade, precisando trafegar pelas rodovias BR-267 e BR-116, além das estradas vicinais.

A PM abordou uma Kombi placas HLF-8011 nas proximidades do Centro de Educação Infantil, na Rua Justiniano Fonseca, em Tebas, constatando o mau estado de conservação do veículo, que estava com o pneu dianteiro esquerdo “careca”, falta dos cintos de segurança, estofamento danificado, além de defeito na porta lateral  de entrada e saída dos alunos.

Diante da situação, a Kombi escolar foi encaminhada ao pátio credenciado para as demais providências e lavrado Auto de Infração de Trânsito (AIT), conduzir o veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança. 


O vereador José Augusto Cabral (foto), que vem fiscalizando a frota de veículos e foi o responsável por investigações que recentemente resultaram na CPI da Gasolina, lamentou que a Prefeitura Municipal permita que um veículo circule nas condições verificadas naquela Kombi escolar, afirmando que continuará a fazer fiscalizações em respeito às crianças e jovens que utilizam o transporte escolar e que não podem ser submetidas a esta situação, respeitando também os pais de alunos, os servidores públicos municipais e toda a população.

Após o vereador José Augusto ter divulgado nas redes sociais o vídeo da Kombi escolar que apresentava problemas de segurança, o jornal O Vigilante teve acesso a  fotos de outra Kombi escolar, placas HMN 4705, que faz a linha Grama até Tebas, que a cada dia apresenta um problema, segundo uma leitora. As fotos foram feitas nesta sexta (11) às 11h50. "Estamos preocupados com nossas crianças", comentou, afirmando que ela e todas as mães da Grama também estão aflitas com os problemas diários que vêm acontecendo: "O risco que nossas crianças e o motorista estão passando".

Problemas com veículos da frota escolar foram tema de questionamento na Câmara

Durante a Reunião da Câmara de Vereadores no último dia 8 de maio, o vereador Jacques Vilella (foto) questionou problemas no transporte escolar de alunos da área rural, citando como exemplo a Comunidade rural dos Coelhos, onde pelo segundo dia consecutivo a Van escolar não foi buscar os estudantes daquela comunidade. "O que é direito nós temos que cobrar", declarou em seu pronunciamento o parlamentar. Em aparte solicitado ao vereador Jacques, o vereador José Augusto Cabral informou que o veículo mencionado, que atende a linha dos Coelhos, estava no pátio da Prefeitura, sem pneus.

O jornal O Vigilante entrou em contato com a Prefeitura de Leopoldina e aguarda o retorno.

Fonte: O VIGILANTE ONLINE


Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2017 | Todos os direitos reservados
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS