Eleições 2018 serão auxiliadas por mais de 26 mil militares

Assessoria | Brasil - 13/09/2018 - 16:10 | Atualizado: 13/09/2018 - 16:15

Tropas asseguram normalidade da votação nos estados que solicitaram a presença das Forças Armadas.


TSE pode liberar a presença das Forças Armadas nas localidades até o dia da votação - Foto: João Evangelista/FAB

TSE pode liberar a presença das Forças Armadas nas localidades até o dia da votação - Foto: João Evangelista/FAB

Mais de 26 mil militares irão garantir a segurança das eleições de 2018, informa o Ministério da Defesa. Até agora, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já permitiu a presença das Forças Armadas em 370 localidades de sete estados: Acre (11 localidades); Ceará (5); Maranhão (72); Mato Grosso do Sul (4); Piauí (112); Rio de Janeiro (69) e Rio Grande do Norte (97).

Além disso, as tropas irão ajudar na logística do pleito, por meio do transporte de funcionários e urnas, em cinco estados: Acre (41 localidades); Amazonas (25); Amapá (5); Mato Grosso do Sul (97) e Roraima (26). Quando desempenham auxílio logístico, os militares são sempre acompanhados por servidores da Justiça Eleitoral.

A presença dos militares tem como objetivo assegurar a normalidade da votação e da apuração dos resultados. A solicitação da presença é feita pelos tribunais regionais eleitorais e avaliada pelo TSE, que pode liberá-la até o dia das eleições. Posteriormente, a corte superior encaminha as liberações para o Ministério da Defesa.

Fonte: Ministério da Defesa


Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2018 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS