Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Moradores cobram providências da Prefeitura de Leopoldina para resolver transtornos em vias públicas

Por José Augusto Cabral | Ronda Vigilante - 10/11/2018 - 12:39 | Atualizado: 16/11/2018 - 14:55



A Prefeitura Municipal de Leopoldina (PML) tem recebido reclamações durante o período chuvoso, seja nas redes sociais, seja através de denúncias feitas por moradores junto à imprensa. As principais queixas dos cidadãos foram feitas a partir da última quinta-feira, 1º de novembro, quando um temporal atingiu a cidade

Informações e fotos foram recebidas e confirmadas pela reportagem do Jornal O Vigilante Online. Ao longo da semana, leitores registraram problemas sobre o barro e buracos na via principal do Bairro Imperador, que dificultam a passagem de pedestres e veículos. "Tá muito complicado, cheio de buracos, fizeram uma valeta perto da ponte na entrada, tá difícil passar tanto a pé ou de carro, buracos, lama, e quando chove, impossível passar ali, fora a obra da creche que gera muita lama e os pedestres não conseguem passar sem se sujarem indo pro trabalho ou levando filhos para a escola", reclamou um leitor, acrescentando que o cenário se agravou com a interdição de um trecho da Avenida Agnelo Correia, após um barranco desmoronar há mais de um ano durante a construção da creche. 

Leitor enviou imagens mostrando a situação que se encontra a via principal daquele bairro.



As reclamações também ressaltam a falta de manutenção em alguns pontos do Grande Bela Vista, como a Avenida dos Expedicionários, gerando grande acúmulo de barro, e no Bairro Tomé Nogueira, onde crateras acabam causando poças de água. Segundo os moradores, a situação não é resolvida, apesar de vários apelos feitos a setores da Administração. 

Lama, buracos e poças d'água prejudicam moradores dos Bairros São Sebastião e Tomé Nogueira.

Na Zona Rural, além das falhas no transporte escolar, moradores solicitam que a prefeitura resolva problemas pontuais, como na comunidade rural de Arraial dos Montes (São Lourenço). Conforme matéria publicada em 2016 pelo jornal, próximo da Igreja localizada naquela localidade é recorrente a dificuldade enfrentada por condutores de veículos e pedestres em período chuvoso. Além disso, leitores manifestaram sua preocupação com a falta de iluminação pública, apesar dos moradores pagarem a Taxa de Iluminação Pública. Também foram enviadas para a redação imagens do trecho em que foi preciso o trabalho da própria comunidade para conseguir torná-lo acessível.


Em matéria publicada em novembro de 2016 foram abordados, por exemplo, problemas em uma rua que mais parece um trilho devido às suas condições, além dos transtornos enfrentados por aproximadamente 14 famílias que sofrem com a falta de pavimentação e o surgimento de grandes valas no meio da via. 
Foto: Arquivo/O Vigilante

No Centro da cidade, uma moradora relata a falta de capina e de limpeza da Rua Helena Junqueira Bastos. Segundo ela, vaso sanitário e móveis velhos jogados na calçada se aliam com o matagal que acaba deixando os moradores e pedestres receosos de transitarem pelo lugar. "Está um completo descaso e a população ainda joga lixo pra piorar a situação. Gostaria de pedir encarecidamente aos órgãos responsáveis a limpeza do local, além de placas de 'proibido jogar lixo e entulho', tem que multar essas pessoas", afirmou a moradora lamentando a situação que acaba gerando insetos e ratos.

Mato e lixo se acumulam em trecho na região central da cidade.


No Vale do Sol, moradores reclamaram do atraso do ônibus de transporte coletivo urbano gerado pela necessidade de desviar de um trecho que liga as partes alta e baixo do bairro, devido a vários buracos. Segundo eles, com a necessidade do desvio, já foram registrados atrasos de 1 hora, ocasião na qual tiveram que ficar aguardando no no ponto. 


Nesta sexta (9), um morador da Rua Elias Abrahim, na Cohab Nova, enviou imagens do momento em que um muro desmoronou. A Redação entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Leopoldina sobre os temas tratados na matéria e aguarda retorno. Sobre a situação do muro que desmoronou, a Reportagem não conseguiu informações se o local apresenta situação de risco para o imóvel ou outras residências daquela imediação.

Fonte: Jornal O Vigilante




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS