Usuários do transporte coletivo em Leopoldina reclamam de problemas nos ônibus urbanos

O VIGILANTE ONLINE | Cidade - 21/02/2019 - 12:45 | Atualizado: 21/02/2019 - 13:27

Defeito e atraso nos horários das linhas estão entre as reclamações enviadas ao Jornal O Vigilante Online. Procurada pela Redação a empresa prestou esclarecimentos.


Foto: Arquivo/O Vigilante Online

Foto: Arquivo/O Vigilante Online

Um usuário da Viação Leopoldinense, empresa responsável pelo transporte coletivo na cidade, enviou ao Jornal O Vigilante Online nesta quinta-feira, 21 de fevereiro, relato sobre a situação que presencia na maioria dos dias ao aguardar o coletivo. "Estão todos fora do horário e além disso sempre com defeito, quebrando no meio do trajeto. Poltronas horríveis, ligamos para lá e não temos solução nem retorno deles, se puderem nos ajudar com isso agradecemos". O leitor ainda denuncia que o veículo de identificação 14000, que faz a linha Vale do Sol, quebrou o banco com sua esposa e seu filho sentados. Segundo ele, outros defeitos têm acontecido, como uma porta que caiu para dentro do ônibus e um pneu estourado nesta quinta. "Chegamos no limite do descaso com a população, pagamos nossa passagem. Já ligamos várias vezes e não temos retorno nem solução", protestou.


Um outro leitor, que preferiu não se identificar, informou sobre o calor existente no assoalho de um dos veículo da frota daquela empresa. Ele presenciou a aflição de uma mãe, moradora do Cidade Alta, que viu seu filho ter o joelho ferido ao passar por debaixo da roleta. 

Em resposta ao Jornal O Vigilante Online, o proprietário da Viação Leopoldinense esclareceu que os carros que apresentaram defeito foram substituídos para conserto. Valdir Teixeira informou que em relação ao pneu que estourou nesta quinta-feira, uma pedra da pavimentação da via se soltou e sua ponta cortou o pneu. Sobre o banco que quebrou, Teixeira lamentou o fato e disse que o carro foi substituído para conserto. Valdir Teixeira confirmou o ocorrido há alguns dias com a porta de um dos ônibus, e explicou: "Fazemos manutenção preventiva e corretiva nos ônibus, mas rodamos milhares de quilômetros por dia, e todos sabem que o tipo de pavimentação da cidade provoca muita trepidação devido ao calçamento, onde pedras se soltam e entram no meio dos pneus."

Quanto aos horários dos ônibus o empresário comentou que a empresa só tem malefícios com os atrasos, que podem ocorrer devido a algum imprevisto, como um carro quebrar, o pneu furar, mas que na maioria dos casos o atraso ocorre devido ao trânsito caótico, não só em Leopoldina, mas em todo o país. "São carros estacionados dos dois lados das vias, carros parados nos pontos de ônibus, caminhões descarregando na rua - tudo isso compromete a passagem dos ônibus", declarou. Valdir Teixeira agradeceu pela compreensão dos usuários da Viação Leopoldinense e reafirmou ao jornal sua disposição de sempre prestar esclarecimentos quando for solicitado a fazê-lo.

Fonte: Jornal O Vigilante




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS