Após ser destruída por incêndio em dezembro, cozinha da E. E. Omar Resende Peres é reinaugurada 

O VIGILANTE ONLINE | Leopoldina - 01/03/2019 - 08:21 | Atualizado: 11/03/2019 - 16:28

Ao saber do ocorrido na escola que leva o nome de seu pai, o empresário Omar Peres se prontificou a arcar com todas as despesas para que a cozinha fosse reconstruída.






Depois de ser destruída por um incêndio no dia 11 de dezembro de 2018, a cozinha da Escola Estadual Omar Resende Peres, no Bairro Quinta Residência, foi reinaugurada no começo da tarde desta quinta-feira, 28 de fevereiro, em evento que contou com a presença do empresário Omar Peres (Catito), que ao saber do ocorrido na escola que leva o nome de seu pai, se prontificou a arcar com as despesas com pessoal e materiais para que a cozinha fosse reconstruída.  
Leia também:
Incêndio destrói cozinha da Escola Estadual Omar Resende Peres na Quinta Residência

Omar foi recepcionado no começo da tarde pela diretora Rosimar Peixoto Cucco e sua vice diretora Alzira Aparecida Razi Tavares Pereira, professores e demais servidores da escola, além de representantes da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Leopoldina e familiares de alunos. A fanfarra da escola fez uma apresentação especial para o ilustre convidado, que também recebeu várias cartas, cartões e bilhetes feitos pelos alunos e alunas daquela instituição de ensino. 

Cartazes espalhados pelo refeitório demonstravam o agradecimento da comunidade escolar pelo apoio que recebeu de Omar Peres.   



Em cerimônia informal, discursaram a diretora Rosimar e o Diretor da SRE, Sidilúcio Ribeiro Senra. Ao iniciar seu pronunciamento, Omar Peres disse que estava na escola para comemorar com todos aquele momento.  Ao lamentar que a educação não seja vista como única forma de salvação do país, ele afirmou que a única forma que o Brasil tem de se tornar um dia uma nação é educando seu povo.


Sobre a reforma da cozinha, Catito comentou: “Essa escola leva o nome do meu pai, mas se não levasse este nome eu faria o que fiz, como tenho feito ao longo da minha vida. Eu acho importante aqueles que podem, dar a sua contribuição.”

Peres revelou que pretende investir na escola através de um Centro que seja referência em informática em Minas Gerais, citando que o local dispõe de terreno onde este Centro pode ser construído. “Continuem a educar com amor e com dedicação”, concluiu o empresário, que em seguida foi convidado para o ato do corte da fita inaugural. 

A cerimônia foi concluída com a visitação às novas instalações da cozinha, onde Omar Peres cumprimentou os funcionários do setor.  




Em declaração concedida ao Jornal O Vigilante Online, Omar Peres falou da emoção do momento, destacando a felicidade de poder contribuir com aquilo que considera o fundamental para o futuro de qualquer nação, que é a educação. “Obviamente que essa escola levando o nome do meu pai me toca e sim, me emociona, e eu fico feliz em dar essa contribuição para estas dedicadas diretoras que fizeram todo o possível para que isso acontecesse. Não é uma obra isolada. Vou continuar ajudando sempre que precisarem de mim, eu posso fazer. Eu quero fazer uma grande obra aqui, não sei quando eu vou poder fazer, mas vou fazer. Eu fico muito feliz em ter podido contribuir com centenas de crianças carentes que precisam”, declarou. 

A SRE foi representada pelo seu diretor, Sidilúcio Ribeiro Senra, Mariana Rocha Ferraz Neta – assessora de gabinete, Toninho Junqueira - engenheiro daquela Superintendência, Maria Cristina Côrtes Reis Ramalho – diretora de finanças, Márcia Helena do Carmo Dutra Dias – responsável pela rede física e Walace Costa Melo – diretor de pessoal da SRE. A 37ª Cia PM de Leopoldina foi representada no evento pelas policiais militares Cabo Nicole e Soldado Josilaine. O vice-presidente da Câmara Municipal de Leopoldina, vereador José Augusto Cabral, também compareceu à reinauguração.



Galeria de imagens da inauguração. Clique para ampliar.

Fonte: Jornal O Vigilante



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS