Exposição do cavalo Mangalarga movimenta o turismo e aquece a economia em Leopoldina

Kalon Moraes | Cidade - 24/03/2019 - 12:14 | Atualizado: 24/03/2019 - 12:38

Até sábado, o Parque de Exposições José Ribeiro dos Reis, promoveu a Exposição dos Criadores e Usuários do Cavalo Mangalarga Marchador da Zona da Mata Mineira. O evento promovido com chancela da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador e apoio da Cooperativa Leste,  foi realizado pela Associação dos Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador da Zona da Mata Mineira e reuniu mais de 200 cavalos. O grande público formado por criadores, expositores, tratadores e visitantes, superaram as expectativas e o comércio local, como a rede hoteleira, bares, restaurantes e postos de combustíveis, registrando resultados positivos.  


A programação com concursos de marcha e julgamentos de morfologia começou dia 20 e foi até o sábado, 23 de março, quando aconteceu as finais dos julgamentos.

Para o presidente da Cooperativa Leste e criador de Mangalarga Marchador Pedro Augusto Junqueira Ferraz, o agronegócio do cavalo é um setor crescente. "Estamos felizes em apoiar e participar desta grandiosa exposição, com animais de alto nível, vindos de várias partes do Brasil e com um número de participantes, bem acima das expectativas. O setor do cavalo movimenta bilhões por ano em todo o país e gera milhares de empregos diretos e indiretos. Essa estrutura é mantida através de receitas provenientes de leilões, cavalgadas, campeonatos e exposições como essa que aconteceu aqui no nosso município", destaca Pedro Augusto.


A força do setor, segundo os organizadores da exposição e membros da ACCMMZMM, Júlio Jendiroba, Fabiano Calil e Marcinho Lopes, pode ser constatada por meio do aumento do crescente número de novos associados da ABCCMM, que têm registrado em média, centenas de novos criadores.

O Brasil possui o terceiro maior rebanho de equinos do mundo. Segundo dados do Estudo do Complexo do Agronegócio Cavalo, realizado pela Escola Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo - ESALQ/SP, esse mercado é responsável por movimentar um montante de mais de R$ 16 bilhões ao ano.





Fonte: Coopleste - Informações e fotos: Kalon Moraes



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS