Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Lobo-guará é encontrado morto às margens da BR-116, próximo a Leopoldina

Por José Augusto Cabral | Giro Vigilante - 20/10/2019 - 17:17 | Atualizado: 21/10/2019 - 08:51

Animal ameaçado de extinção foi encontrado na sexta-feira.


Um lobo-guará, espécie que está ameaçada de extinção, foi encontrado morto nesta sexta-feira, 18 de outubro, às margens da BR-116, em Leopoldina, nas proximidades do trevo de Recreio.

O registro foi feito pelo leitor Felippe Sobrinho, que seguia pela rodovia sentido Muriaé e entrou em contato com a Redação do jornal O Vigilante Online, informando o fato. Marcas de frenagem de pneus foram verificadas nas proximidades da área. Conforme apurado pela Reportagem, a região onde o animal possivelmente foi atropelado não possui placas de sinalização indicando a presença de animais silvestres e recentemente uma jaguatirica e um cachorro do mato foram atropelados nas proximidades desse trecho da BR-116 em Leopoldina. Em contato com a Polícia Rodoviária Federal, a Redação foi informada que a corporação não havia sido procurada recentemente para atender ocorrência de atropelamento de animais naquela área. 


Continua depois da publicidade




O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), é o maior canídeo sul-americano e se distribui pelo Cerrado e pradarias da região central do continente. Sua população está ameaçada pela redução e fragmentação de seu habitat devido à expansão agropecuária e urbana. Ao contrário de outros lobos, que vivem em grupos cooperativos, os lobos-guarás são animais solitários, formando casais na época da reprodução. Esse tipo de animal não pode ser alocado em cativeiros pois um casal de lobos-guará precisa de uma área que vai de 30 a 110 km² para sobreviver. Caso ele não possa percorrer uma área grande como essa para andar, correr e caçar, os músculos atrofiam, já que a espécie possui longas pernas. Além disso, há estudos que indicam que muitos animais morreram por depressão por não poderem se mover.

Recorrente

Em agosto, uma jaguatirica e um cachorro do mato foram encontrados mortos às margens da rodovia BR-116 em Leopoldina. De acordo com relatos, os animais apresentavam sinais de atropelamento. Em contato com o 4º Grupamento de Meio Ambiente de Leopoldina, o Sargento Frederico Chaves informou que a jaguatirica possui hábitos noturnos.


O militar recomendou cuidado com qualquer animal silvestre que seja encontrado vivo, além de não tentar capturá-lo, acionando imediatamente a Polícia Militar Ambiental. No domingo (11/8), enquanto a reportagem do jornal percorria o trecho da BR-116 à procura do local onde a jaguatirica foi atropelada a equipe foi informada que outro animal, um cachorro do mato, também havia sido atropelado, nas imediações do Km 755. Ao encontrar um animal morto na pista o motorista deve ligar para o órgão responsável pelo trecho ou para a Polícia Rodoviária.

Fonte: Jornal O Vigilante Online, com a colaboração de Felippe Sobrinho




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS